top of page
  • Foto do escritorPref. de Piripiri

Projeto “Juntos Renovando Vidas” é lançado pelo CAPS AD e Ministério Público

A Prefeitura Municipal de Piripiri, por meio da Secretaria de Saúde Municipal (SESAM), fez a abertura dos cursos do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD). O trabalho tem apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Ministério Público (MP) e da Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (SETAS). O projeto é denominado "Juntos Renovando a Vida". A abertura aconteceu no CRAS I, no bairro Germano, nesta terça-feira (12/12). Os cursos serão ministrados no local para 15 pacientes.


“Uma junção de vários órgãos para ajudar vidas que se desvirtuaram e, agora através de cursos, tem a chance de mudar de vida. Piripiri é a cidade pioneira ao ofertar cursos de pães e bolos e artesanato para esses pacientes”, disse Hilton Osório, vice-prefeito de Piripiri, que representou a prefeita Jôve Oliveira Monteiro.



Samília Coelho, coordenadora do CAPS AD, deu mais detalhes. “É um trabalho provocado pelo MP e juntos vamos proporcionar a esses pacientes uma chance de reinserção social. São 15 pacientes que terão essa oportunidade”, explicou.


Carla Carvalho, coordenadora do Centro de Apoio em Defesa da Saúde (CAODS), do MP, falou sobre o trabalho. “Eles são dependentes químicos que estão se tratando e agora terão a chance de fazer cursos e trabalhar. O SENAR vai dar esse curso com seus instrutores e a Prefeitura de Piripiri dará todo o suporte logístico para oferecer a essas pessoas, um novo horizonte de vida”, disse.

Beatrice Pimentel, secretária da SESAM, estava presente. “Ficamos muito felizes. Piripiri é pioneira nesse projeto e essa parceria com o MP é muito boa. Estamos fazendo inclusão social de 15 pacientes nossos”, afirmou.



Diógenes Cruz, coordenador do SENAR, falou sobre o projeto. “ Os cursos acontecerão a partir de hoje, até o próximo dia 15. O primeiro será de pães e bolos e, o outro, um trabalho com materiais recicláveis para fazer artesanato com temas natalinos. Somos parceiros e estamos dispostos a ajudar”, explicou.


Francisco Hélio, paciente, falou sobre a oportunidade. “Muito boa essa chance. A gente vai aprender e vamos poder abrir até um próprio negócio”, finalizou.



Commentaires


bottom of page