• Pref. de Piripiri

Rock, rap e trap são destaques do II Festival Regional


A Prefeitura Municipal de Piripiri por meio da Secretaria Municipal da Juventude, Cultura, Esporte e Turismo (SEJUCE) realizou nesta quinta (7/04) mais uma live da 2ª Edição do Festival de Música Regional de Piripiri. As apresentações aconteceram no Teatro João Cláudio Moreno, do Memorial Expedito Resende, tendo como atrações: Mattza, Sávio Uriel, João Pedro Sena, Pablo Vinícius, Pedro WNX, Mano FR e as bandas de rock: Asgard in Flames, Astronauta Tupi e Navilouca.


“A gente fez algumas apresentações, mas acho que com essa live e com essa flexibilidade devido à queda da pandemia, vamos começar a tocar mesmo. Um evento como esse é muito bom para o rock de Piripiri”, disse Epifânio Panda, vocalista da Asgard. A banda tocou Hallowed be Thy Name e Troopers, do Iron Maiden e The Final Countdown, do Europe.


O Astronauta realizou um set só com músicas próprias. “Ficamos muito tempo tocando Engenheiros do Havaí e, agora, vamos fazer shows com nossas músicas, mostrar nossa cara”, disse Daniel Cisne, baixista. A banda tocou 006, Tempo, Likes e Eu.


“Muito bom estar aqui, com gente no teatro. Essa live é muito importante, os shows estão surgindo e só temos a agradecer tudo isso”, afirmou Darlan Castro, vocalista e guitarrista do Navilouca. A banda tocou Museu Futurista e P.S.


Quem também se apresentou foi Mano F.R., o pioneiro do rap em Piripiri. “Muito bom um evento como esse. Não podemos esquecer quem gosta do brega e do forró, mas Piripiri não é só isso, é rock, rap, trap, reggae. Piripiri é uma cidade rica em vários estilos musicais”, explicou.


Presente à live, o secretário Marcifran Costa, da SEJUCE, falou sobre o evento. “Esses estilos pouco tiveram espaço na nossa cidade (rock, rap e trap) e agora com a nossa gestão, da prefeita Jôve Oliveira Monteiro, vai ter sim, pois apoiamos todos os ritmos”, concluiu.

A entrada foi um quilo de alimento.