• Pref. de Piripiri

Prefeitura de Piripiri presta homenagem póstuma ao ex-prefeito Jônatas Melo


Nessa quarta-feira (19/10), no Dia em que se comemoraram os 200 anos de adesão do Piauí à Independência do Brasil, o município de Piripiri seguia em luto de três dias pela morte do ex-prefeito do município e ex-presidente da Câmara Municipal, Jônatas Melo.


A Prefeitura de Piripiri realizou uma homenagem póstuma no palácio do Povo de Perypery, com a presença da Prefeitura Jôve Oliveira Monteiro, do vice-prefeito Hilton Osório, além de secretários municipais e autoridades locais.


A prefeita Jôve Oliveira Monteiro leu uma mensagem em que enalteceu o legado e o perfil conciliador do ex-prefeito, Jônatas Melo, chamado carinhosamente de Pingo de Ouro. “Jônatas Melo deixou um legado para o município em obras e ações sociais que buscavam assistir as pessoas mais pobres”, reconhece a prefeita.


“Jônatas Melo era muito autêntico em seus posicionamentos e não havia espaço para o meio-termo. Filho do ex-prefeito Joaquim Canuto, a convivência com o universo da vida política aliada ao conhecimento profundo do direito lhe credenciaram para ocupar espaços de poder em Piripiri”, explica a gestora.


“Toda essa trajetória do meu avô, tão bem descrita aqui pela Jôve [Oliveira Monteiro] eu agradeço em nome de toda a família, e, por todas as pessoas que se manifestaram. Nós podemos observar que o fica, na verdade, não é a história de poder, ele teve sua participação, mas o que ele fez de bom com o poder que Deus concedeu a ele”, refletiu o neto do ex-prefeito, Jônatas de Melo Neto.


O corpo de Jônatas Melo foi conduzido por atiradores do Tiro de Guerra 10-021 de Piripiri, acompanhado por familiares, autoridades, amigos e admiradores. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também acompanhou o cortejo fúnebre que seguiu para a Câmara Municipal onde também houve uma cerimônia de homenagem póstuma.


Na Câmara, quem falou em nome da família foi o filho do homenageado, Hudson Jordão Ribeiro Melo.


Após as homenagens, o cortejo com o corpo seguiu para o cemitério São Francisco, zona sul de piripiri, onde foi sepultado no jazigo da família.