• SESAM

Prefeitura de Piripiri e ADAPI promovem palestra sobre Doença da Urina Preta


Diante da problemática da Doença de Haff, popularmente conhecida como “Doença da Urina Preta”, Prefeitura de Piripiri, através da Sesam (Secretaria de Saúde do Município de Piripiri) por meio do Departamento de Vigilância em Saúde vem convidar a toda população piripiriense e região a acompanhar a palestra que será ministrada pelos profissionais médicos veterinários da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (ADAPI) de Teresina.


A palestra visa orientar e atualizar o público sobre a real situação em que o Estado do Piauí encontra-se, sanar dúvidas da população, desmistificar fake news sobre o tema, assim como explanar as medidas adotadas pela ADAPI.


A palestra será transmitida ao vivo pelas redes sociais oficiais da Prefeitura de Piripiri na quinta-feira, dia 04 de novembro, a partir das 13h e 30min. “A Sesam vai estar desenvolvendo essa ação para que nossos piripirienses tenham conhecimento sobre essa doença. Vamos desmistificar todo esse problema por meio de nossa Vigilância que está fazendo esse evento e a ADAPI vem para tirar todas essas dúvidas e que possamos realmente compreender todo esse problema. Vamos falar das ações no Piauí. Não temos casos no nosso Estado e todos podem assistir: produtores, associações, comerciantes são convidados a assistir”, disse Gabriel Mauriz, secretário da Sesam.


Quatro estados brasileiros têm registros de casos da síndrome de Haff, conhecida popularmente como doença da urina preta: Amazonas, Bahia, Ceará e Pará. No Piauí, não houve nenhum caso. A enfermidade deixa a urina com coloração escura - como o próprio nome indica. O indivíduo começa a apresentar entre duas e 24 horas após consumir peixes ou crustáceos, um quadro de mialgia súbita, astenia, parestesia de membros inferiores, podendo evoluir com rabdomiólise.