• Pref. de Piripiri

Prefeita Jôve Oliveira Monteiro participa da 1ª Marcha para Jesus de Piripiri


A prefeita de Piripiri, Jôve Oliveira Monteiro, participou, nessa quarta (14/09), da 1ª Marcha para Jesus, um evento que reuniu centenas de evangélicos de várias igrejas. A Marcha percorreu, com um trio elétrico, as principais ruas e avenidas da cidade em um momento de grande louvor e adoração a Cristo.


A 1ª Marcha para Jesus começou à altura do Posto Piripiri, bem no começo da Avenida Aderson Alves Ferreira, na zona sul da cidade, e, percorreu toda a avenida até o centro, na Praça das Flores, seguiu pela Rua João de Freitas, em frente ao Museu de Perypery até o topo da Avenida Tomaz Rebêlo, onde houve um show com a banda Som e Louvor.


“Piripiri é do Senhor! e nós da Prefeitura de Piripiri não poderíamos ficar de fora da organização da 1ª Marcha para Jesus. Por isso, demos todo o apoio para esse evento histórico. Há muito tempo se esperava e agora tivemos a alegria de realizar”,

Um dos idealizadores do evento, o vereador Elvis Diones (PTB) enfatiza que a 1ª Marcha para Jesus de Piripiri é um marco para a cidade. “Ficamos muito felizes com a parceria da Prefeitura Municipal de Piripiri, na realização da 1ª Marcha para Jesus, que veio engrandecer nossa cidade porque Piripiri é de Jesus!”, frisa o parlamentar.


Uma forte chuva caiu sobre Pripiri, no momento em que as pessoas participam da Marcha para Jesus, na noite dessa quarta-feira, à altura do 12º Batalhão da Polícia Militar, mas não impediu que os fiéis chegassem até o final do percurso, no topo da Avenida Tomaz Rebêlo, onde houve discurso e encerramento com a banda Som e Louvor.


O pastor Rudson, da Aliança dos Pastores Evangélicos de Piripiri (APEPI), disse que a 1ª Marcha para Jesus provou para todos os piripirienses que, quando a gente quer, nada pode impedir.


“Quando Deus diz para Moisés, diante do mar Vermelho: ‘mande aos meus filhos que marchem’, e, quando Deus disse ao seu povo hoje (14/09): ‘mande aos meus filhos que marchem’, não tem Mar Vermelho e nem chuva torrencial [que impeça], os filhos de Deus continuarão marchando”, frisa o pastor.