top of page
  • Foto do escritorPref. de Piripiri

Piripiri e municípios do Norte piauiense avançam na instalação de usina para tratamento de resíduos

Foi realizado nesta terça-feira (13/06), em Piripiri, na sala de reuniões do Palácio do Povo de Perypery, mais uma reunião do Consórcio Intermunicipal Meio Norte, que tem como finalidade a instalação de uma usina biomecânica para tratamento de resíduos sólidos urbanos em Piripiri, polo regional. A instalação da usina está prevista para 2024, beneficiando 15 municípios e uma população de 214 mil habitantes.



Na reunião desta terça, prefeitos de algumas cidades e representantes se fizeram presentes. Domingos Mourão, Capitão de Campos, Nossa Senhora de Nazaré, São João da Fronteira, Milton Brandão, Campo Maior, Pedro II, Piracuruca, Lagoa de São Francisco, Brasileira, São José do Divino, Cabeceiras, Boa Hora e Boqueirão são as cidades participantes.


A reunião tem a ver com a gestão estadual do saneamento básico e dos resíduos sólidos urbanos, prevista na Lei 14.026/20 que trata do Novo Marco Legal do Saneamento, visando a eliminação dos lixões e aterros sanitários irregulares, além de fortalecer as políticas públicas previstas para a área.



Com o funcionamento da usina biomecânica será gerado material termoplástico, tais como telhas, tijolos e tubulações para a rede de esgoto que serão utilizados pelos municípios para incrementar a infraestrutura dentro das cidades. A usina de Piripiri será a nona no país e a primeira no Nordeste.



“Nós estamos aqui avançando cada vez mais. O governador Rafael Fonteles nos deu essa missão; constituímos esse consórcio para a vinda dessa usina, que vai solucionar o problema do lixo, que será transformado em biogás e materiais termoplásticos, por exemplo. São 15 cidades nessa luta. Vamos à Santa Catarina, na próxima semana, na cidade de Pomerode, para conhecer uma usina in loco e tudo vai dar certo”, disse a prefeita Jôve Oliveira Monteiro.


O diretor-geral do Instituto de Águas e Esgotos do Piauí (IAEPI), Magno Pires, falou sobre o consórcio. “Cada dia o processo avança. Estamos adiantados. Na sexta-feira (16), vamos fazer uma assembleia para ratificar definitivamente o consórcio e com atas assinadas. Vamos levar o maior número de prefeitos para Santa Catarina”, explicou.



O presidente do Instituto Nacional de Ciências e Tecnologia CO2 Zero (INCT), Marcus Andrey Vasconcellos, disse que o sonho está cada vez mais perto. “O trabalho está rápido, na sexta, teremos uma assembleia geral e na terça, a visita à Pomerode em Santa Catarina e em agosto de 2024, essa usina estará funcionando”, afirmou.


“Muito legal esse trabalho. Estamos sendo cobrados pelo Ministério Público e esse consórcio é muito bom para acabar os lixões”, disse Erivan Rodrigues, prefeito de São João da Fronteira.


“Estamos nessa fase interessante, com a participação dos prefeitos e precisamos desse trabalho. Temos essa oportunidade e vamos nos mobilizar por essa causa, sem perder prazos. Será mais higiene para todo o nosso povo” concluiu Tim Medeiros, prefeito de Capitão de Campos.



Comments


bottom of page