Em reunião na SEJUCE na manhã de hoje, 18, o secretário Ducival Araújo recebeu a produção do Rally Cerapió, um dos maiores eventos do segmento no Brasil.

IMG-20180118-WA0043

A largada do rally acontece em Trairí (CE), passa por Sobral no dia 24, Parnaíba no dia 25, chega em Piripiri no dia 26 e encerra em Teresina no dia seguinte, dia 27.

Em Piripiri a Prefeitura dará total suporte ao evento, através da logística e apoio das secretarias municipais. A partir das 11 horas da manhã do dia 26, sexta-feira, o evento terá início na cidade com a chegada dos atletas de Bike, etapa inédita em Piripiri. Já no período da tarde estão programadas as chegadas dos participantes do Rally de regularidade, que compreendem carros 4x4, motos, UTV'S e quadriciclos. Finalizando a programação os piripirienses terão apresentação da equipe do "Força & Ação" na Av. Tomaz Rebelo.

A produtora Lílian Sipaúba fala da importância e grandeza do evento para os municípios. "É um evento de caráter nacional, onde ocupamos toda a rede hoteleira da cidade, sem contar no grande consumo nos bares e restaurantes, então certamente há uma injeção financeira no município, além da imagem que sai em toda a imprensa mundial, além da alegria e lazer que são proporcionados. Ao todos somos cerca de 1200 pessoas, envolvendo atletas, organização, imprensa e equipes de apoio", disse.

O secretário Ducival Araújo afirma que a Prefeitura dará total suporte para o evento, assim como no ano passado. "Eu só confio em evento que tenha planejamento e organização. E assim temos feito nos eventos que organizamos ou apoiamos. Neste caso, é clara a organização e importância. A Prefeitura entra com apoio de combustível, auditório, internet, salas para apuração, som local, pontos de iluminação, ambulância, segurança, limpeza e suporte da Superintendência de Trânsito, ou seja, há um envolvimento total e suporte do poder público para o evento. O rally já faz parte do calendário de eventos da cidade e tem extrema importância pela sua projeção nacional, onde a cidade recebe equipes de televisão, portais mundiais e atletas de diversas partes do mundo”, disse.

 

Desde janeiro de 2017 a Prefeitura de Piripiri enfrentava um grande problema no município, que era o “Nome Sujo” da cidade junto ao Governo Federal, problema ocasionado pela gestão passada.

nome

 

Piripiri se encontrava com pendências no CAUC - Cadastro Único de Convênios, e isso acarretava no impedimento do município para receber convênios federais e estaduais. Ou seja, as verbas facultativas para a realização de obras e projetos o município não estava apto a receber.

 

O motivo desta pendência é por conta do não cumprimento dos limites mínimos de aplicação de verbas em saúde e educação na gestão anterior. A Constituição Federal estabelece que o município deve gastar um mínimo de 25% com educação e um mínimo de 15% de saúde, algo que não foi atingido durante os últimos quatro anos.

 

Por conta disso, o município entrou com ação de improbidade administrativa contra o ex-gestor, indicando para União Federal quem descumpriu a norma, retirando a responsabilidade do município. Posteriormente foi movida ação contra a União, em caráter de urgência, para que seja retirado o nome do município da inadimplência.

 

E a boa notícia chegou nesta segunda-feira, 18, onde a justiça acatou o pedido do município e decidiu pela retirada de Piripiri do CAUC, tornando assim a cidade apto para receber emendas e convênios federais.

 

A secretaria municipal de saúde já normalizou todos os pagamentos pendentes da pasta. A exemplo de diversas áreas da prefeitura, a saúde também foi recebida pela atual gestão com inúmeros problemas, inclusive com parcelamento de dívidas junto aos servidores onde a Prefeitura paga atualmente cerca de 45 mil reais por mês.

IMG-20171107-WA0122

O prefeito Luiz Menezes havia colocado como meta normalizar a saúde até o fim do ano e já em novembro conseguiu normalizar todos os salários.

"As demais secretarias já estávamos pagando sem nenhum atraso e agora com a saúde estaremos com os compromissos 100% honrados. Enquanto muitas prefeituras estão com sérios problemas, nós terminaremos o ano com saldo positivo, mesmo tendo recebido uma prefeitura em situação desastrosa", disse Menezes.

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS

Colocado em prática ainda na gestão passada, nunca foi cumprido pelo ex-gestor, deixando um débito de mais de 1 milhão de reais para a atual gestão.

PARALISAÇÃO

A Prefeitura tem feito todos os esforços para ajustar as contas da secretaria e mesmo assim ainda há pessoas ligadas a antiga gestão, com conotação política, tentando criar fatos e tumultuar, inclusive incitando uma paralisação.

O secretário de saúde Antônio Carlos afirmou que tem buscado o diálogo o tempo inteiro, inclusivo mostrando para os servidores a real situação da secretaria, com números e recursos disponíveis. Ele inclusive recebeu, no último dia 31, o SINDSEMPI - Sindicato dos Servidores Públicos Efetivos dos Municípios do Norte do Piauí, e ficou acertado o compromisso do pagamento dos servidores da saúde até o 15º dia útil de todo mês. Ou seja, é uma data máxima para pagamento, podendo acontecer até mesmo antes de tal dia.

“Estamos fazendo todos os esforços possíveis para trabalhar com transparência e respeito ao servidor. Já normalizamos todos os pagamentos, inclusive hoje já estamos efetuando o pagamento de outubro dos profissionais de atenção básica. É preciso bom senso e enxergar que pegamos uma saúde sucateada da gestão passada e em pouco tempo já praticamente normalizamos 100% os serviços”, disse o secretário.

O que antes era um lixão a céu aberto agora passa a ser um aterro sanitário, seguindo as normas de segurança e higiene. O local, administrado pela empresa Conserve, passou a sepultar todos os resíduos sólidos da coleta de lixo em Piripiri.

aterropiripiri

O senhor Valdeci Vieira, um dos responsáveis pelo lugar, explica a situação dos catadores de lixo que lá se encontram, em condições insalubres, rasgando sacolas e revirando o lixo.

"Estamos desenvolvendo um trabalho sério, onde recebemos um lixão a céu aberto e estamos transformando num aterro controlado. Na parte interna do aterro se encontra um grupo de pessoas que fazem parte de uma cooperativa de Piripiri, pessoas que trabalham na reciclagem já alguns anos. O problema é que esta reciclagem está sendo feita de forma errada, onde rasgam as sacolas de lixo dentro do aterro. Já tivemos diversas reuniões com a Prefeitura e o Ministério Público onde está sendo feita uma conscientização do pessoal da cooperativa de que forma daremos continuidade a este trabalho. A Prefeitura tem total interesse na existência da cooperativa, pois aumenta a vida útil do aterro. Mas a reciclagem precisa ser feita de forma responsável e correta, com cuidados ao meio ambiente. É preciso que haja uma identificação na área comercial da cidade de quem são os grandes geradores, quem gera o material reciclável, para que se faça uma segregação e de lá se direcione esse material para fins comerciais para o pessoal da cooperativa, em local apropriado. Local este que já está sendo feito um estudo junto com membros da Prefeitura e pessoal da cooperativa. Então não existe discurso que a prefeitura esteja expulsando nenhum catador. O que existe é um trabalho correto, de forma responsável e com a dignidade para aquelas pessoas que se encontram no aterro", disse Valdeci.

Na manhã de hoje um grupo de pessoas liderado por uma ex-vereadora tentou entrar no lugar para criar um fato político, polemizar sobre um tema resolvido entre as partes competentes. Nunca se preocuparam com as condições insalubres das pessoas que ali fazem a coleta de lixo e muito menos buscaram melhorias para o local.

Em audiência no Ministério Público, no dia 18 de abril, foi acordado que os catadores ficarão exercendo seus trabalhos no prazo de até 6 meses e após esse prazo serão criados mecanismos para que haja a coleta fora do aterro controlado.

A Secretaria Municipal de Educação, através de sua equipe, vem trabalhando arduamente para devolver aos piripirienses a educação de referência que sempre teve. A atual gestão municipal recebeu uma pasta com inúmeros problemas, desde a frota de ônibus sucateada, escolas sem condições de uso, salários atrasados, dentre outros problemas.
279733993930962678061579008878989719072231n

Hoje, a realidade já é bem diferente, porque uma equipe comprometida vem buscando pagar em dia o profissional da educação, todos os ônibus em funcionamento, reformas e ampliações de escolas e quadras esportivas e merenda escolar de qualidade.

Buscando melhorar ainda mais a qualidade do ensino, a secretaria de educação passou a implantar a nucleação, um procedimento previsto em lei, que consiste em reunir os alunos das escolas desativadas em centros maiores. Ao passo em que se concentra maior número de alunos, viabiliza a separação em classes de acordo com a idade, elevando a qualidade do ensino, procurando acabar com escolas multisseriadas.

Atualmente a rede municipal de ensino de Piripiri conta com 10.320 alunos, divididos em 33 escolas na zona rural e 27 escolas na zona urbana. Os programas Novo Mais Educação e Mais Alfabetização já estão sendo implementados, mais um avanço na educação municipal piripiriense.

“Estamos enfrentando, com muita trabalho e responsabilidade, os problemas encontrados e dando uma resposta positiva para cada um deles. Temos muitos desafios pela frente, mas a nossa equipe tem experiência e competência para trabalho que realizamos na educação”, disse secretário Domingos Carvalho.

Teve início hoje, 19, o ano letivo nas escolas da rede municipal de ensino em Piripiri. São mais de 10 mil alunos divididos em cerca de 70 escolas na zona urbana e rural do município.

Segundo Juliana Kamylle, diretora do Centro Educativo Antônio Ferreira Neto, toda a rede municipal começa a todo vapor e com diretores, servidores e professores motivados para o ano que se inicia. "Tivemos uma formação durante a semana pedagógica e após este evento promovido pela secretaria estamos com as energias restabelecidas, tivemos palestras motivadoras, esclarecimentos dos setores jurídico e financeiro, além de reuniões direcionadas para cada escola e isso nos deixa com muito entusiasmo para execução do planejamento de 2018", disse a diretora.

O secretário de educação afirma que tudo está acontecendo dentro da expectativa e que problemas isolados serão resolvidos nos próximos dias. Mas o mais importante é que os alunos terão quadro completo de professores e merenda escolar sendo servida e em depósito a disposição para todo o alunado piripiriense.

Aconteceu durante todo o dia de ontem, 15 e hoje, 16, no Auditório Germayron Brito, a Jornada Pedagógica 2018, realizada pela Secretaria Municipal de Educação.
IMG-20180215-WA0014
 
No evento, os professores, coordenadores e diretores da rede municipal contaram com palestras motivacionais ministradas pela coach Drª. Weyla Layne e pelo advogado Dr. Hans Mendes. Presentes no evento toda a equipe da secretaria, a superintendente Keila Maria e o vice-prefeito Murieel Queiroz.
 
Segundo o secretário Domingos Carvalho, este é um evento fundamental para agregar e unir forças para o bom ano letivo para os alunos de Piripiri. "Estamos visando um trabalho com melhores resultados, buscando a valorização e melhoria de trabalho para os profissionais que trabalham na rede municipal de ensino. O desafio continua, mas acredito que 2018 será bem melhor que 2017, ano em que pegamos uma pasta com inúmeros problemas. Este é um momento ímpar para conversamos com nossa equipe e para pedirmos total empenho em prol do nosso alunado", disse o secretário.
 
As aulas da rede municipal iniciam segunda-feira, dia 19.